Fortaleza -

6 CARACTERÍSTICAS DO DNA DE UMA CÉLULA SAUDÁVEL E QUE SE REPRODUZ

Quando a célula se reproduz, ela reproduz o seu “DNA”. Porém, nem toda célula que se reproduz é uma célula saudável.

Em toda célula saudável e que se reproduz, seis características específicas são encontradas. E, quando uma célula que não apresenta as características básicas de uma célula saudável e que se multiplica, é bem provável que ela também não tenha reproduzido as características básicas para fazer da nova célula uma célula saudável.

Também é possível acontecer da célula ter nascido saudável e ir perdendo as características de célula saudável. O problema de quando ela vai perdendo as características de uma célula saudável é que o processo de crescimento para.

E é exatamente por isto que muitos setores, áreas e até igrejas começam um processo de crescimento satisfatório. Eles até chegam a um número bom de células e, de repente, o crescimento para de acontecer. Ninguém mais cresce ou multiplica e ainda parece que algumas células estão para fechar.

Quando não se avalia o “DNA” de uma célula antes que ela multiplique, pode-se deparar com quadros como este.

Constantemente, os Pastores, os supervisores e líderes precisam estar avaliando o “DNA” de cada célula. Porque quando a célula se reproduz ela, invariavelmente, reproduz o “DNA” com estas características de células saudáveis ou com a falta destas características. Quais características são estas?

1 – Evangelismo:

A célula precisa ter um “DNA” evangelístico. Todos os membros da célula precisam estar envolvidos e comprometidos em evangelizar para que a célula tenha visitantes em todas as reuniões.

Se não chegam pessoas novas na célula é porque os membros não estão preocupados em ganhar novas pessoas e, a célula em questão, perdeu uma das características mais importantes de uma célula, evangelizar.

2 – Comunhão:

A célula precisa ser um purê de batatas e não um saco de batatas. A comunhão precisa ser verdadeira de forma que o grupo esteja coeso em relacionamento. Esta comunhão não se trata da hora do lanche após a célula. Antes, é o povo estar junto como equipe, como família.

A verdadeira comunhão acontece quando o grupo se vê durante a semana. Quando um se preocupa com o outro.

A verdadeira comunhão é profunda e gera comprometimento por parte de todos.

3 – Integração:

Todos os membros precisam, não só, ter um sentimento de integração, como também, a preocupação de integrar as novas pessoas que forem chegando.

Se a célula não tiver este sentimento de integrar, ela vai receber novas pessoas através do evangelismo, porém estas novas pessoas podem se sentir “um peixe fora d’água” e não ter o desejo de voltar.

É preciso ter o sentimento de integração agregador para que o visitante que chagar a célula pela primeira vez, já se sinta parte da família, amado, respeitado e incluído no grupo.

4 – Discipulado:

O discipulado precisa estar acontecendo. Se na célula o discipulado não estiver acontecendo, é bem provável que as doenças espirituais e os “carrapichos das ovelhas” permanecerão no meio do grupo, enfraquecendo-o.

Aliado a isto, ainda tem o agravante da ovelha que não está sadia gerar ovelhas conforme o seu “DNA”; ou seja, esta ovelha irá gerar outras ovelhas não sadias. Uma célula onde as ovelhas não foram cuidadas corretamente, não se multiplicará com saúde. E, o que faz com que as ovelhas sejam cuidadas corretamente é o discipulado.

O discipulado garante não só a saúde das ovelhas, como também, a saúde espiritual de toda a célula. Justamente, por isto, você que é líder, supervisor ou Pastor, precisa fazer de tudo para o discipulado esteja acontecendo na sua célula.

5 – Treinamento de novos líderes:

Toda célula precisa estar treinando novos líderes. Esta prática precisa estar acontecendo nas células naturalmente. As pessoas precisam estar sendo treinadas para que possam assumir uma célula quando vierem as multiplicações.

Se não houver treinamento para novos líderes, como multiplicar?

O que é muito comum acontecer é da multiplicação acontecer com um líder que foi formado as pressas, na pressão ou, até mesmo, pela imposição de “ter” que assumir a liderança. Então, esta multiplicação aconteceu com um líder despreparado e, em algum momento, o processo de crescimento irá parar, podendo acontecer o fechamento de células.

É por este motivo que, desde o início, a célula precisa ter a característica de treinar. Assim que alguém novo chega à célula, ele precisa ser inserido na rotina de cursos regulares da igreja para que ele vá sendo edificado e sinta o desejo de servir através do cuidado com vidas e da liderança de uma célula.

6 – Um grande e forte desejo por multiplicação:

Todos os membros da célula precisam ter este sentimento de multiplicação.

É muito triste quando se vê uma célula com muita gente, onde a comunhão é sempre muito boa, porém, quando se fala em multiplicação, os membros têm uma “mentalidade” de divisão.

O termo correto não é divisão, mas multiplicação. Quando a célula multiplica, ela abre novas oportunidades para que novas pessoas sejam alcançadas para o Reino e o grupo aumenta ainda mais! Esta é a visão que todos os membros devem ter!

Uma célula saudável tem a característica de se reproduzir. Em uma célula saudável, todos os seus membros estão envolvidos com um grande sentimento de multiplicação. Esta é uma das características mais importantes de uma célula.

Quando a célula apresenta estas seis características, o seu crescimento e a sua multiplicação são inevitáveis. O que irá se refletir, diretamente, no crescimento da igreja.

 

Fonte:   http://liderancadesucesso.com.br/6-caracteristicas-do-dna-de-uma-celula-saudavel-e-que-se-reproduz/

Print Friendly
Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Busca na Bíblia
Patrocinadores

Voltar ao Topo