Fortaleza -

TEMAS DAS CÉLULAS – MÊS DE MARÇO 2017

 

TEMA: NÓS SOMOS O SAL DA TERRA

TEXTO: Mateus 5.13

QUEBRA GELO: Sugiro que você comece este estudo lendo o texto bíblico e depois colocando na palma da mão de cada pessoa um pouquinho de sal. A seguir, peça às pessoas que tentem explicar pelo menos uma relação entre aquele sal e a nossa vida com Jesus.

Conduza este momento de modo que cada pessoa possa dar sua opinião de forma sucinta. É bom você preparar um recipiente para que as pessoas despejem o sal de suas mãos e possam ficar atentas ao restante do estudo.

Você sabe quanto custa um quilo de sal refinado, hoje? Menos de dois reais. Porém, na antiguidade o sal era muito valioso. A palavra “salário” tem tudo a ver com sal. Antigamente, o Império Romano usava o sal para recompensar seus soldados. Daí surgiu o termo salário. Quando não havia refrigeração, o sal era o recurso para  impedir o apodrecimento dos alimentos. Servia também para prover sabor.

Em Israel há um mar chamado “Mar Morto”, também chamado “Arabá” (salgado), porque suas águas têm dez vezes mais sal do que as águas dos outros mares. O sal utilizado na Palestina nos tempos de Jesus vinha da região do Mar Morto.

Estamos na Terra, segundo Jesus, para “impedir o apodrecimento” e também para “dar sabor” à humanidade. Tais propriedades se devem à presença de Jesus em nós. Você já se perguntou por que é que tantas pessoas se drogam hoje no mundo? A principal razão é que tais pessoas “procuram um sabor” para suas vidas. Porém, o sabor que compensa e que preserva é Jesus, somente Ele.

1.  O PERIGO DE PERDER O SABOR

Jesus alertou sobre o perigo de o sal perder o sabor. Isto é um alerta para nós. Houve um homem em Israel, cujo nome era Sansão (Jz 13.5). Seu nome deriva da palavra hebraica shemesh, e pode ser traduzido como “pequeno sol” ou “aquele que nasceu para brilhar”. Ele nasceu com uma vocação para ser um libertador em Israel.

 Em Jz 16.20, a Bíblia afirma que Sansão nem percebeu que o Senhor já havia se ausentado dele. Ele perdeu o “sabor” aos poucos, na medida em que foi se envolvendo com coisas ilícitas a um nazireu, a uma pessoa que nasceu para servir a Deus.

 A história de Sansão, seu descaso para com a santidade, seu envolvimento com mulheres pagãs e a falta de responsabilidade para com o chamado, fez com que se tornasse sal sem sabor. Para ser sal com sabor você precisa viver ligado a Deus através da fé em Jesus.

2.  SAL SEM SABOR, PISADO PELOS HOMENS

Jesus alertou para o perigo de o sal sem sabor acabar “sendo pisado pelos homens”. Você pode compreender o que significa ser pisado pelos homens na própria história de Sansão. Porque ele perdeu a presença do Espírito de Deus em sua vida, foi aprisionado pelos filisteus e ridicularizado por eles (Jz 16.21 e 23-25).

 O Senhor tem muitas bênçãos para nós, tem grandes promessas para nossas vidas. Porém, é preciso cuidar para não deixar de ser “sal com sabor”. Estamos neste mundo para dar bom testemunho do Senhor, para sermos diferentes dos ímpios (daqueles que rejeitam viver para Deus).

 Em Deus você é nobre, é príncipe ou princesa (Is 32.8). Deus pagou um preço muito grande pelo resgate de nossas almas. Justamente para que não sejamos “pisados”.

3.  DISPONHA-SE A SER SAL PARA A TERRA

 Para tornar-se sal da terra é preciso entregar sua vida a Jesus. Sendo Senhor e Salvador da sua vida, Ele dará “sabor” à sua vida.

CONCLUSÃO: Ore ao Senhor com as pessoas presentes na sua célula e ajude-as a assumirem o propósito com Deus de viverem suas vidas sob o poder dEle. Que cada um declare que é sal para a Terra e que não perderá o sabor de Jesus em sua vida.

 

 #####################################################################################

 

TEMA:   DEPENDENTES DE DEUS

TEXTO: Tiago 4:15

QUEBRA GELO: Inicie este estudo lendo Tiago 4:13-17. A seguir, dê oportunidade para que as pessoas presentes compartilhem algum projeto ou alvo que tenham para atingir dentro de no máximo um ano. Todos temos projetos, alvos. Aprendemos a planejar com o próprio Deus.

Os projetos de um servo de Deus têm uma característica específica. Isto está muito claro em Tiago. Reconhecemos nossa total dependência de Deus. Sabemos que tecer planos deixando Deus de fora é o pior dos equívocos. De acordo com Tg 4:13, há pessoas que planejam viagens, negócios, lucros… mas se esquecem que o homem sem Deus não pode garantir o seu amanhã (v. 14).

1.  Quem deixa Deus de fora de sua vida é chamado de louco.

O próprio Deus chamou de louco a um homem rico que planejou sua vida sem reconhecer a necessidade de ligar-se a Deus (Lc 12:13-21). Note que em Tiago, os planos para um ano são: viajar, trabalhar e lucrar. Em Lucas 12, os planos do homem a quem Deus chamou de louco eram: descansar, comer, beber e festejar.

Temos, portanto, sete atividades que, essencialmente, não são pecado. Deus mesmo mandou descansar (“sábado” quer dizer “descanso” em hebraico). Ele nos promete dar o melhor fruto da terra para nos alimentar. Ele estabeleceu diversas festas para seu povo alegrar-se. Não é difícil entender que o terrível engano não está nestas atividades, mas sim na “vanglória maligna” de achar que se pode viver sem Deus.

 2.    Não viva do jeito que o Diabo gosta!

Tiago chamou esta atitude de planejar uma vida longe de Deus de vanglória maligna. Você sabe que o autor deste livro, Tiago, era irmão de Jesus (embora ele se apresente no início do livro como “servo de Deus e do Senhor Jesus Cristo”). Tiago convidou seus leitores a uma reflexão sobre a incerteza da vida sem Deus. Ele usa uma metáfora muito simples para expressar a brevidade da vida: Que é a sua vida? Vocês são como a neblina… (Tg 4:14).

Somos muito carentes e dependentes de Deus. Porém, muitas pessoas se esquecem disto ou mesmo nem reconhecem isto. Esta falsa segurança é chamada por Tiago de vanglória maligna. É maligna porque atende aos interesses do Maligno. Ou seja, quem tece planos e expulsa Deus de sua vida, faz do jeito que o Diabo gosta.

3.    Deixe Deus dirigir sua vida!

A vontade de Deus é que você se ligue a Ele e submeta-se a vontade dEle. Devemos planejar nossas vidas nos termos de Tiago 4.15: “Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo”. Lembre-se ainda da Parábola do Rico Insensato, quando Deus chamou o homem rico de louco, o fez porque naquela noite a alma daquela pessoa lhe seria pedida e ela não tinha aliança com Deus.

Ter aliança com Deus significa estar completamente a mercê da vontade do Senhor. Quer dizer que Deus tem toda a liberdade de guiar nossas vidas. Quem se deixa guiar por Deus nesta vida pode ter a certeza que também será guiado por Ele no final da vida.

Jesus disse que o Diabo mata pessoas (cf. João 10.10). Quem são as pessoas a quem o Diabo mata? Pessoas que não têm aliança com Deus. Está mais do que na hora de você aliançar-se com Deus e deixar que Ele dirija seus passos e seja Senhor dos seus planos.

 

CONCLUSÃO: Conclua este estudo orando com as pessoas presentes à sua célula, reafirmando a aliança que têm com Deus. Dê oportunidade aos novos de se entregarem de todo o coração a Jesus.

 

 #########################################################################################

 

TEMA: O SENHOR DEUS QUER USAR VOCÊ PARA PESCAR VIDAS

TEXTO:  Lucas 5.4-5

QUEBRA GELO: Comece este estudo perguntando aos participantes de sua célula: Multidões buscavam a Jesus, conforme a Bíblia. O que de tão especial Jesus tinha para atrair as pessoas?

Dê oportunidade para que as pessoas compartilhem suas opiniões. Em seguida, mostre em Lucas 5.1 a informação que temos ali registrada: e uma multidão o comprimia de todos os lados para ouvir a Palavra de Deus. Sim, o texto bíblico conta que A Palavra de Deus era o que mais atraía as pessoas a Ele!

No mesmo Evangelho de Lucas, 4.36, temos a interrogação das pessoas: que palavra é esta?. Em João 7.46, os guardas do templo, que haviam sido enviados para prender Jesus, retornaram comentando: Ninguém jamais falou da maneira como esse homem fala. Jesus tinha uma Palavra cheia de autoridade e poder. Esta Palavra está registrada na Bíblia e hoje é repartida nesta célula.

Ser “pescador de homens” é permitir-se usar por Deus para levar esta Palavra ao conhecimento de outras pessoas. Deus quer que cada um de nós se constitua, também, num pescador de homens, num porta-voz da Sua Palavra.

I.   Um pescador precisa “lavar as redes” (Lc 5.2).

Todo pescador sabe que se as redes não forem lavadas, elas apodrecerão e perderão a utilidade. Por isso os pescadores estavam lavando as redes naquela manhã quando Jesus ministrou à margem do Lago de Genesaré.

Lavar as redes significa abandonar o pecado. Um “pescador de homens” não pode deixar que o pecado suje sua vida. É preciso ter o hábito de todos os dias buscar em Deus perdão para os pecados e resistir às tentações.

II. Um pescador de homens precisa ser discipulado (Lc 5.3 e 10).

Observe o detalhe no texto bíblico de que Jesus utilizou do barco de Simão para poder ministrar ensinamentos à multidão. Jesus ensinava as pessoas princípios de vida, de como viver em Deus e para Deus. Por isso ele foi chamado nesta ocasião (v. 5) e em tantas outras de Mestre. Quando o Mestre chamou Simão para andar com Ele, estava implícita nesta chamada o tornar-se um discípulo de Jesus.

Ser discípulo é se colocar na condição de aprendiz. Um pescador de homens é alguém que se coloca na condição de discípulo, de alguém que quer aprender os princípios de vida em Jesus.

III.  Um pescador de almas é esforçado e obediente (Lc 5.5).

Simão e os demais pescadores haviam trabalhado a noite inteira. Estavam com seu expediente encerrado. Inclusive, iriam para casa de bolsos vazios, porque apesar do trabalho exaustivo, não pegaram nenhum peixe. Observe as palavras de Simão: “Mestre, esforçamo-nos a noite inteira e não pegamos nada. Mas, porque és tu quem está dizendo…”.

Simão decidiu romper seus limites físicos e lançar-se novamente às águas, inclusive indo para onde Jesus o mandou, às águas mais profundas do lago. Ele não arrumou desculpas. Foi esforçado e obediente. E por isso foi abençoado com uma grande pescaria.

Aprenda esta lição. A prosperidade do Senhor é reservada aos discípulos esforçados e obedientes. Estas são características marcantes dos pescadores de homens.

IV.   Um pescador de homens é sábio nas decisões. (Lc 5.10 e 11).

O que é sabedoria? É a capacidade de decidir certo. Todos somos forçados a tomar decisões e são estas decisões que determinam rumos e resultados em nossas vidas. Por isso há na Bíblia 330 vezes a expressão “se você…”. Ou seja, existem muitas escolhas à nossa frente. Temos que decidir o que fazer.

Ao retornar da pesca, com dois barcos lotados de peixes, Simão ajoelhou-se diante de Jesus e disse: Afasta-te de mim, Senhor, porque sou um homem pecador!. A resposta de Jesus foi recheada de esperança a Simão. Jesus mostrou a ele que havia uma escolha, que Simão poderia optar: continuar pecador e longe do Senhor ou segui-lo e tonar-se seu discípulo. Simão foi sábio em sua decisão e escolheu aproveitar a oportunidade que Jesus lhe deu.

 

CONCLUSÃO: Certamente, o Senhor quer tornar cada participante de sua célula num pescador de homens. Conclua este estudo fazendo um convite a estas pessoas. Que cada uma decida sabiamente render ao Mestre e Senhor e tornar-se discípulo e pescador de homens.

 ####################################################################################################

TEMA: O CAMELO E O FUNDO DA AGULHA

TEXTO:  Marcos 10.25

QUEBRA GELO: Comece o estudo lendo Marcos 10.17-27 e destaque o verso 25. Sugiro que leve para o estudo uma agulha de costura e mostre que o orifício por onde passamos a linha é tão ínfimo… em seguida, dê oportunidade aos presentes de darem uma opinião sobre o que Jesus quis revelar com esta metáfora da “agulha e do camelo”.

Na verdade encontramos pelo menos outras duas explicações para esta metáfora. A primeira, que a “agulha” que Jesus mencionou não é para costurar, mas um vão que existe no alto das muralhas das cidades antigas, por onde os arqueiros podiam atirar suas flechas. Mesmo assim, aquele tipo de “agulha” é bem menor do que um camelo.

A outra explicação é que a agulha citada por Jesus seria uma porta pequena (uma porta dentro de outra porta) – que serviria à entrada de pessoas e não de grandes volumes.  Dizem que por estas portas (agulhas) um camelo poderia passar com certa dificuldade, desde que não carregasse nenhuma mercadoria sobre si. De qualquer maneira, Jesus quis mostrar a dificuldade que é uma pessoa apegada aos bens materiais entrar no Reino de Deus.

1º. SER BONZINHO NÃO É SUFICIENTE PARA ENTRAR NO REINO DE DEUS.

O jovem rico que aproximou-se de Jesus tinha diversas qualidades morais. Era muito religioso e, inclusive, colocou-se de joelhos diante de Jesus e o chamou de “Bom Mestre” (v. 17). O próprio moço confessou que desde jovenzinho praticava os mandamentos da Lei: nunca matara ninguém, nunca adulterara, nem roubara, nem dera falso testemunho ou enganara alguém. Também deixou claro que sempre honrara seus pais (vs. 19 e 20). Era um jovem de qualidades, sem dúvida.

Porém não era “bom”. Ninguém é bom o suficiente para ser salvo por suas obras! Observe as palavras de Jesus no verso 18: Ninguém é bom, a não ser um, que é Deus. Isto quer dizer que tanto o moço de qualidades como qualquer um de nós não consegue ser bom o suficiente para entrar no Reino de Deus. É mais fácil fazer um camelo passar pelo fundo de uma agulha do que conseguir ganhar o direito de entrar no Reino com méritos pessoais (ou boas obras).

2º. DEUS, MESMO SENDO TODO PODEROSO, SÓ TEM UM JEITO PARA NOS ACEITAR NO SEU REINO.

Observe o detalhe do verso 21: Jesus olhou para ele e o amouNão tenho dúvidas de que Ele olha do mesmo jeito e com o mesmo sentimento para cada um de nós. Não obstante, apesar de amá-lo, Jesus pediu ao jovem algo muito significativo. O que, exatamente Jesus pediu?

Vender… Dar aos pobres… Segui-lo (v. 21). Eis o que, exatamente, Jesus estava pedindo do moço: Creia em mim e se entregue completamente a Deus!

Você somente entra para o Reino de Jesus se nascer de novo (Jo 3.3). É preciso acontecer um MILAGRE no espírito de uma pessoa para que ela possa entrar no Reino. E para que este MILAGRE ocorra é necessário CRER em Jesus como SENHOR E SALVADOR, entregando-se completamente a Ele.

Aquele moço amava seus bens e era apegado a eles. Além disso não creu em Jesus o suficiente para confiar nEle e obedecê-lo. E esta é a única forma que Deus tem para nos fazer entrar no seu Reino.

3º. ENTRAR NO REINO É DESFRUTAR DO PODER DO DEUS DO IMPOSSÍVEL.

Como fazer um camelo passar pelo fundo de uma agulha? Deus pode. O poder dEle é suficiente para superar os limites naturais e as impossibilidades humanas. Observe no verso 28, que Pedro lembrou Jesus que tanto ele como os demais apóstolos haviam deixado “tudo” e passado a segui-lo. No verso 29, Jesus faz uma promessa tanto para os apóstolos como para nós. Cem vezes mais. Trata-se de uma quantidade proverbial e significa muitas e muitas bênçãos.

O Deus do Impossível se dispõe a nos abençoar com toda a sorte de bênçãos a partir de quando nos entregamos completamente a ele. Você crê nisto?

CONCLUSÃO: Ore com as pessoas presentes a sua célula e dê oportunidade a elas, diante deste estudo, de se entregarem completamente a Deus através de Jesus Cristo.

 ###################################################################################################

TEMA: JÁ É TEMPO DE VOCÊ DESPERTAR!

TEXTO:  Romanos 13.11

QUEBRA GELO: Para iniciar este estudo; consiga um relógio despertador, ou pode ser no celular mesmo e programe-o para despertar no exato momento de iniciar o estudo. De preferência, que seja um despertador daqueles bem barulhentos. Depois de deixá-lo tocar, introduza o estudo dizendo que a Bíblia alerta para um tipo de sono… e que é tempo de despertar.

Na primeira parte do versículo acima, Paulo recomenda que precisamos “compreender o tempo em que vivemos”, tarefa que não é tão fácil. São tempos onde a palavra “crise” é utilizada em diversos contextos. Onde “violência” e “corrupção” são tão comuns. Compreender o tempo significa perceber que mais do que nunca precisamos de Deus para viver em paz, segurança e esperança.

Chegou o tempo de vocês despertarem do sono:

1º  DESPERTAR PARA AMAR AS VIDAS:  Observe em Rm 13.8, que Paulo recomenda que cada cristão deve sentir-se “endividado de amor para com seu próximo” e amá-lo como a si mesmo.

Em Mt 24.10-14, Jesus explicou aos apóstolos como seria o mundo nos tempos próximos ao fim. Observe no verso 12 que, ao passo do aumento da “iniquidade” (maldade), o “amor de muitos esfriará”. Este é o tempo em que as pessoas estão cada vez menos amáveis, mais rancorosas e maldosas. É preciso despertar do sono para amar com o amor de Deus.

2º  DESPERTAR PARA ABANDONAR AS OBRAS DAS TREVAS: Em Rm 13.12, Paulo recomenda: “deixemos de lado as obras das trevas”. Trevas ou escuridão, representa o ambiente onde o “Príncipe das Trevas”, que é o Diabo, age.

É preciso despertar para romper com o Maligno. No verso seguinte, 13, temos uma lista de “obras das trevas” que um cristão desperto deve abandonar: “comportemo-nos com decência, como quem age à luz do dia, não em orgias e bebedeiras, não em imoralidade sexual e depravação, não em desavença e inveja”.

3º  DESPERTAR PARA SER CHEIO DE DEUS! Em Rm 13.14, Paulo recomenda que os cristãos que “compreendem o tempo presente” e que estão despertos devem revestir-se do Senhor. Revestir-se no sentido de serem cheios, plenos, preenchidos.

Na medida que nos revestimos do Senhor nos tornamos mais parecidos com Ele. Cristão é uma pessoa que imita Jesus (veja Paulo recomendando que imitemos o Senhor em Ef 5.1).

CONCLUSÃO: Infelizmente, há pessoas que vivem como se estivessem dormindo ou hipnotizadas. Apesar da maldade do mundo ser crescente, resistem a buscar segurança em Deus. Mas hoje Deus está usando este estudo para que as pessoas da sua célula sejam despertadas para a necessidade de se entregarem a Jesus e se deixarem ser cheias do Senhor.

O Diabo quer que as pessoas “durmam” ou fiquem alheias da revelação de Deus. Em Gl 3.1, Paulo exorta: “Ó gálatas insensatos! Quem os enfeitiçou?”. É tempo de rejeitar toda ação maligna e despertar para a revelação de Deus.

Ore com as pessoas presentes à sua célula levando-os a declarar seu rompimento com as trevas, sua disposição de amar seu próximo e serem cheias do Senhor.

Print Friendly
Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Busca na Bíblia
Patrocinadores

Voltar ao Topo