Fortaleza -

TEMAS DAS CÉLULAS – MÊS DE JANEIRO 2018

 

 

“Há uma grande diferença entre o líder que quer servir-se do discipulado e o líder que quer servir através do discipulado. Um quer ser destino, o outro quer ser ponte. O primeiro busca subserviência, o outro oferece inspiração.”

DANILO FIGUEIRA

#################################################################################################

TEMA: UM CONVITE ESPECIAL

TEXTO: Mateus 9:8)

QUEBRA GELO: Certamente você pode se lembrar de muitos convites que já recebeu. Qual foi o convite mais recente que alguém lhe fez? (dê oportunidade que as pessoas compartilhem). Em seguida introduza este estudo: Jesus fez um convite que, certamente, impactou a vida de Mateus.

INTRODUÇÃO: O encontro de Jesus com Mateus ocorreu na coletoria de impostos, um tipo de Receita Federal, onde os judeus eram obrigados a recolher impostos estabelecidos pelo Império Romano. As pessoas que trabalhavam no ofício de recolher tais impostos eram chamadas de publicanos e era esta a ocupação de Mateus.

     Os publicanos eram desprezados pelos judeus nacionalistas. Porque trabalhavam para o Império e também porque tinham fama de serem desonestos e corruptos. Zaqueu, outro publicano que Jesus salvou em Jericó, ao se converter se dispôs a devolver e indenizar pessoas que porventura houvesse lesado (cf. Lc 19:8). Observe em Mateus 9:10 e 11, que o fato de Jesus almoçar com publicanos era um escândalo para os fariseus. Ocorre que Jesus tinha uma forma diferente de ver.

JESUS VIU UM HOMEM CHAMADO MATEUS.  

     O que um fariseu via toda vez que passava em frente à coletoria de impostos? Certamente eles viam de forma diferente da de Jesus. Jesus não viu Mateus como um homem completamente perdido e sem remediação. Ao contrário, Ele viu um Mateus diferente, alguém que viria a ser discípulo e homem de Deus.

     Este é o olhar que Jesus tem para conosco. Não nos vê simplesmente como somos, mas Ele é capaz de ver no que nos tornaremos. Mateus era um pecador e um “doente” (cf. Mt 9:12-13), mas Jesus o via como o apóstolo e o Evangelista que se tornou.

    Alguém já olhou para você e disse “este não tem jeito”? Você já foi considerado um caso perdido? Graças a Deus porque o Senhor não vê como os homens veem.

JESUS CONVIDOU MATEUS A ENVOLVER-SE NUM PROJETO DIVINO. 

     Siga-me. O que Jesus quis dizer com este convite? Mateus entendeu: Jesus o estava chamando para se envolver num Projeto muito glorioso. Por isso, o coletor de impostos não pensou duas vezes, deixou o lugar onde trabalhava e passou a andar com Jesus.

     Este é o Projeto que Jesus veio trazer até nós. Andar com Ele e sermos discípulos dEle. A sequencia do texto de Mateus 9:10, conta de uma refeição que Jesus foi tomar na casa de Mateus – que também era chamado de Levi (cf. Lc 5:29) e que naquela ocasião muitos outros “publicanos e pecadores” foram convidados por Mateus para participarem daquele encontro com Jesus. Este é o Projeto onde o Senhor espera que nos envolvamos, de trazer muitas vidas para se encontrarem com o Senhor.

O CONVITE PARA FAZER PARTE DO POVO DE DEUS.

     O Senhor não está exatamente interessado no nosso passado, mas sim no nosso futuro. Ele veio chamar pecadores (Mt 9:13). Eis o que o apóstolo Paulo escreveu em Romanos 1:5-6:

     “Por meio dele (Jesus Cristo) e por causa do seu nome, recebemos a graça e apostolado para chamar dentre todas as nações um povo para a obediência que vem pela fé. E vocês também estão entre os chamados para pertencerem a Jesus Cristo.” 

     Observe nas palavras de Paulo que o Plano de Deus é que através de Jesus Cristo, gente de todas as nações da Terra sejam chamados a pertencerem ao Senhor Jesus e a formarem um só povo, o Povo de Deus. Ou seja, o mesmo convite que Jesus fez a Mateus é estendido a pessoas de todos os lugares do mundo.

     Este é o propósito principal desta célula: apresentar o chamado e o convite de Jesus. Não obstante o seu passado, seus pecados e o nível de enfermidade que você possa ter – Jesus vê você de forma muito especial e está interessado em inseri-lo neste Projeto.

     Mateus teve a opção de ignorar o convite/chamado. Tomou a decisão mais acertada e seguiu a Jesus. Por isso estará presente quando chegar o momento de nos reunirmos com o Senhor – o Povo de Deus de todos os tempos e nações (cf. Ap 7:9).

     O apóstolo João teve oportunidade de ver a partir da ilha de Patmos a visão do futuro do Povo de Deus. Ele viu a multidão incontável de gente que atendeu o convite.

CONCLUSÃO: Ore com os presentes da sua célula e dê oportunidade a todos responderem ao convite do Senhor.

##################################################################################### 

 

 

 

TEMA: IDENTIDADE, HERANÇA E MISSÃO  

TEXTO: Mateus 21:28-31

INTRODUÇÃO: Deus tem muitos filhos, uma grande família. Aprendemos na Palavra que nenhum de nós nasce como filho de Deus, mas temos a chance de nos tornar filhos dEle quando cremos em Jesus e nos entregamos a Ele (leia João 1:12).

     O texto de Mateus 21:28-31 contém uma parábola de Jesus sobre um pai, que é Deus, que dá ordens a seus dois filhos. Somos confrontados com as atitudes destes filhos. Será que só obedecemos da boca pra fora?

     Nascemos de Deus e por isso recebemos três preciosidades.

A PRIMEIRA PRECIOSIDADE: A IDENTIDADE DE FILHO DE DEUS.

     Antes, éramos apenas criaturas e vivíamos no caminho largo que leva à perdição (cf. Mt 7:13, que diz que o caminho da perdição é amplo e leva muitos por ele). Deus nos deu a identidade de filhos de Deus.

     Jesus era o Unigênito de Deus, isto quer dizer, o filho único de Deus (Jo 3:16), mas veio ao mundo com a Missão de salvar outros tantos filhos para Deus. Assim, de Unigênito, Ele tornou-se em Primogênito de muitos irmãos (cf. Rm 8:29).

A SEGUNDA PRECIOSIDADE: A HERANÇA DE FILHOS.

     Quando Deus nos recebe como filhos passamos a ter direito à herança. É o que a Bíblia nos ensina em Rm 8:17: Se somos filhos, então somos herdeiros; herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo… Em Gl 3:29, a Bíblia ensina que por causa de Jesus ser nosso Senhor e Salvador, passamos a ter direito à herança que os descendentes de Abraão têm junto a Deus.

     Então temos duas preciosidades que de forma alguma podemos desprezar. Ser filho de Deus e ter direito à herança de tudo o que Deus tem. Que maravilha! Porém, há outra preciosidade.

A TERCEIRA PRECIOSIDADE: A MISSÃO.

     Note na Parábola dos Dois Filhos que ambos receberam uma ordem do Pai: vão trabalhar na vinha. O primeiro filho, a princípio, disse que não iria. Porém, pensou, mudou de ideia e foi. O segundo filho, prontamente, disse que iria, porém não obedeceu.

     A vinha na Bíblia simboliza por vezes a Igreja e o Reino de Deus (exemplo em João 15). Como a vinha também é chamada de videira e seu fruto é a vide, a Bíblia utiliza esta figura para representar o Projeto de Deus em favor das vidas. A Missão que Ele nos dá é de nos importarmos com as vidas e fazermos de tudo para que as vidas O conheçam e O sirvam.

     A ordem dada aos filhos foi “vão trabalhar na vinha”. Esta é nossa Missão dada por Deus (porque somos filhos e herdeiros dEle).

     Em Pv 11.30, lemos: O fruto da retidão é árvore de vida, e aquele que conquista vidas é sábioEis aqui a nossa Missão dada por Deus – conquistar vidas para Ele. Sermos como “árvore de vida”, cujos frutos são vidas alcançadas pelo testemunho da Palavra e pelo cuidado.

CONCLUSÃO: A Igreja é como uma videira onde nós, que recebemos a identidade de Filhos de Deus nos reunimos tanto para nos fortalecer como também para executarmos a Missão que Ele nos confiou. Pense bem e não diga “não” para Deus. Diga “sim”, mas não o sim que é somente da boca para fora (como o 2º. filho).

     Queira ser uma bênção no trabalho junto à videira. Deixe Deus encher sua alma de amor pelas vidas e, movido por este amor, dedique-se a abençoar as vidas com o testemunho da Palavra.

     É a consciência da nossa Missão que motiva a existência desta célula. Que nossa célula seja instrumento para produzir muitas vidas transformadas pelo poder de Deus, que renasçam em Cristo como filhos e herdeiros de Deus. E que nossa célula se multiplique a fim de que a Missão seja cumprida junto a muitas outras pessoas.

     Dê oportunidade aos visitantes na sua célula a que recebam as preciosidades que Deus nos oferece através de Jesus. Ore com eles e ajude-os a se renderem ao nosso Senhor e Salvador.

#####################################################################################

TEMA: É PRECISO NASCER DE NOVO

TEXTO: João 3.3

QUEBRA GELO: Pergunte a cada participante da célula a sua data de aniversário e se alguém sabe algo especial sobre o seu próprio nascimento (em que dia da semana, se foi de parto natural, qual o seu peso ao nascer ou qualquer coisa que os pais tenham lhe contado).

INTRODUÇÃO: O texto de João 3 é um dos capítulos mais famosos da Bíblia. E o tema principal desse capítulo é o Novo Nascimento.

     Jesus foi procurado à noite por um homem importante na religião judaica, um fariseu chamado Nicodemos. Nicodemos reconhecia que Jesus era um grande Mestre e um bom homem enviado da parte de Deus ( João 3:2 ). Mas essa é uma revelação incompleta e insuficiente sobre Jesus. Não basta crer em Jesus como um bom Mestre ou um bom homem. Por isso Jesus disse pra ele: Para entrar no Reino dos céus é preciso NASCER DE NOVO.

     No mundo há dois tipos de pessoas: os que nasceram uma vez e os que nasceram duas vezes. Todos aqui nasceram uma vez, da carne, da água. Mas será que você já nasceu pela 2ª. vez?? O que isso significa??

1. NASCER DE NOVO É UM MILAGRE OPERADO PELO ESPÍRITO

O que nasce da carne é carne, mas o que nasce do Espírito é espírito. O vento sopra onde quer. Você o escuta, mas não pode dizer de onde vem nem para onde vai. Assim acontece com todos os nascidos do Espírito.  (João 3: 6, 8)

Quando uma pessoa ouve e entende a mensagem do evangelho, se arrepende dos seus pecados e se rende totalmente a Jesus como seu único e suficiente Salvador, acontece um milagre em sua vida. O Espírito Santo de Deus opera e ela se torna UMA NOVA CRIATURA. É o que diz a Bíblia em I Coríntios 5: 17: Assim, se alguém está em Cristo é uma nova criatura. As coisas velhas já passaram, eis que tudo se fez novo.

2. NASCER DE NOVO É MUDAR TOTALMENTE DE VIDA

     Não se trata apenas de mudar de opinião ou mudar alguns hábitos, mas o novo nascimento leva a pessoa a mudar completamente a sua maneira de viver.

     Agora ela se preocupa com as coisas de Deus, em conhecer e obedecer aos seus mandamentos. O que é certo e errado não é mais definido pelo que ela acha ou pelo que as pessoas dizem, mas pela Palavra de Deus que se torna sua regra de fé e de procedimento.

    Ela começa a entender as coisas espirituais que antes lhe pareciam loucura. Toda pessoa que nasceu de novo começa a ver o mundo, Deus, a igreja e a si mesmo de outra forma. Agora ela tem o desejo de abandonar o pecado e ter uma nova vida. Essa mudança é visível e radical. Se alguém diz que nasceu de novo, mas continua vivendo da mesma forma, está enganado.

3. NASCER DE NOVO COLOCA VOCÊ EM UMA NOVA FAMÍLIA

     Assim como acontece com o nascimento de uma criança que, ao chegar, automaticamente é inserida numa família, assim também acontece com o Reino de Deus. O novo nascimento lhe dá o direito de se tornar filho de Deus (João 1:12). E de ganhar muitos irmãos que também fazem parte dessa família. (Efésios 2:19)

     A igreja é o lugar onde se reúnem os filhos de Deus que nasceram de novo e que agora vivem em comunhão com Ele e com os seus novos irmãos. E quem nasceu de novo tem prazer em estar com Deus e com a igreja.

4. NASCER DE NOVO É A MANEIRA DE ALGUÉM TER A VIDA ETERNA

     É nesse capítulo 3 de João que está o versículo mais famoso da Bíblia (João 3:16). Ele fala do amor de Deus por nós, enviando Jesus pra que tivéssemos a vida eterna. Nós somos eternos! Todos os que nasceram da carne um dia vão morrer, mas há uma eternidade nos esperando. A vida não termina aqui. A única maneira de alguém desfrutar a eternidade com Deus é fazendo parte do Reino dEle e isso só é possível com o novo nascimento.

CONCLUSÃO: Cada um aqui tem a oportunidade hoje de se examinar e perceber se realmente já nasceu de novo e tem a vida eterna. Deixe o Espírito Santo soprar na sua vida e fazer esse milagre.

Ore com as pessoas convidando-as a entregarem suas vidas pra Jesus!

####################################################################

TEMA: MARCAS DE UMA VERDADEIRA CONVERSÃO

TEXTO: Atos 9:26

QUEBRA GELO: Comece o estudo fazendo uma pergunta inusitada: Alguém já ameaçou você de morte? Caso alguém tenha uma história que queira compartilhar, dê oportunidade. Em seguida introduza o estudo: um homem que ameaçava os cristãos de morte tornou-se no maior pregador da história!

     Quando a Igreja nasceu em Jerusalém, liderada pelos apóstolos que haviam sido discipulados diretamente pelo Senhor Jesus, um homem judeu, fariseu muitíssimo dedicado, levantou-se contra a Igreja com muita fúria; seu nome era Saulo de Tarso. Quando ocorreu o primeiro martírio de um líder da Igreja, Estevão, lá estava o jovem Saulo consentindo naquele apedrejamento (Atos 8.1).

    Em Atos 8.3, temos o registro de que Saulo “devastava a Igreja, indo de casa em casa, arrastava homens e mulheres e os lançava na prisão”. Todos os discípulos de Cristo na Judeia conheciam a má fama de Saulo de Tarso. Porém, nosso Deus tem uma forma surpreendente de agir maravilhosamente. Escolheu justamente o perseguidor para torná-lo o maior pregador da Igreja e o missionário dos gentios.

     Quem poderia imaginar que o grande perseguidor se tornaria o maior defensor? Lembre-se de que dos vinte e sete livros do Novo Testamento, treze são de autoria de Paulo!

     A conversão de Saulo é narrada em Atos 9, que inicia-se dizendo que Saulo respirava ameaças de morte contra os discípulos do Senhor. (At 9.1). Esta descrição demonstra que Saulo odiava os cristãos e queria matá-los a todos! Não satisfeito em perseguir os discípulos da Judeia, buscou autorização dos sacerdotes para perseguir os judeus de Damasco que haviam se convertido ao Caminho (como era chamada a Igreja no início). Foi no caminho de Jerusalém para Damasco que o Senhor transformou Saulo de Tarso em Paulo, o apóstolo.

     Em Atos 9.26, somos informados que ao retornar a Jerusalém, os cristãos não acreditavam que Saulo houvesse mesmo se convertido. Tinham receio de que fosse uma armadilha!

     Esta história nos ajuda a entender quais são as verdadeiras marcas que demonstram a conversão de uma pessoa a Jesus.

1ª. MARCA:  Mudança de comportamento (Atos 9:20-22).

     A experiência de conhecer Jesus pessoalmente através da visão que teve na estrada para Damasco provocou uma transformação radical na vida de Saulo. O que antes reputava como uma mentira, agora reconhecia como a Verdade. Seu comportamento mudou: agora não perseguia mais – ao contrário, dava testemunho para que outros também se tornassem discípulos de Cristo.

     Uma verdadeira conversão deve trazer mudança. Conversão significa “mudança de direção”. Por exemplo, em I Co 6:9-11, Paulo lembra os discípulos de Corinto que alguns deles foram impuros, idólatras, adúlteros, efeminados, sodomitas, ladrões, avarentos, bêbados, maldizentes, desonestos… mas que a verdadeira conversão a Cristo trouxe mudanças profundas: Assim foram alguns de vocês. Mas vocês foram lavados, foram santificados, foram justificados no nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito de nosso Deus. (v. 11).

     Encontrar-se com Jesus, como Saulo encontrou-se, produz a marca das mudanças de comportamento.

2ª. MARCAO testemunho corajoso acerca de Jesus (vs. 27 e 28).

     O relato bíblico ressalta a forma corajosa como Paulo testemunhava acerca de Jesus a todas as pessoas. E isto não demorou a acontecer. Desde o momento quando ele chegou a cidade de Damasco e recuperou a visão, começou a contar sobre sua experiência de conversão a Jesus Cristo. Observe o detalhe do texto bíblico: Saulo pregava corajosamente (vs. 27 e 28).

     Aliás, todos nós temos a obrigação de dar testemunho corajoso de Jesus. Em Atos 1:8, encontramos a recomendação de Jesus de que no poder do Espírito Santo devemos ser testemunhas dEle até os confins da Terra.

     O testemunho corajoso de Saulo produziu dois resultados:

a) Pessoas se converteram e se tornaram discípulas do próprio Paulo! Isto ocorreu já em Damasco, conforme Atos 9:25. Note que o texto descreve como Paulo foi colocado num cesto e pendurado por cordas, para poder sair de Damasco. A Bíblia conta que foram as pessoas que Paulo havia ganho para Jesus que o desceram pelo cesto!

b) Pessoas ficaram com muita raiva e queriam até mesmo matar a Paulo que era tido por eles como um traidor. Mas isto não fez o novo convertido parar de testemunhar.

     Testemunhar com coragem é uma marca de uma verdadeira conversão.

3ª. MARCABuscar a comunhão com a Igreja (vs. 26 e 27).

     Barnabé, um discípulo mais antigo na Igreja, foi usado por Deus para apresentar o novo irmão em Cristo a todos os líderes da Igreja em Jerusalém. Para Paulo era muito importante ter comunhão com a Igreja. A comunhão com a Igreja, a Família de Deus, é uma outra importante marca de uma conversão verdadeira.

CONCLUSÃO: Da mesma forma que Saulo experimentou a conversão a Jesus, as pessoas que você tem recebido em sua célula precisam conhecer ao Senhor e apresentar estas três marcas. Ore com os presentes e lhe dê oportunidade de confessarem a Jesus Cristo como Senhor e Salvador. Aproveite este momento para profetizar sobre estas vidas as três marcas aqui estudadas.

######################################################################

TEMA: O CONVITE DO REI

TEXTO: II Samuel 9:8

QUEBRA GELO: Comece este estudo fazendo uma pergunta aos presentes: Você já recebeu algum convite de alguém para participar de algo importante? De oportunidade para que alguns compartilhem. Depois, introduza o estudo dizendo sobre o convite que o próprio Rei deixou para cada um de nós.

INTRODUÇÃO: A narrativa bíblica de II Samuel 9 nos conta do rei Davi chamando Mefibosete para o palácio em Jerusalém. Esta história está na Bíblia para nos fazer entender que o Rei dos reis, Jesus, deixou um convite muito especial para cada um de nós.

VOCÊ DECIDE O QUE FAZER COM O CONVITE.

     Por isso Jesus contou uma Parábola específica sobre pessoas que receberam um convite do Rei a fim de participarem da festa de casamento do Filho do Rei. E na última hora, quando tudo já estava pronto, cada um dos convidados arrumou um motivo para não comparecer, o que desgostou profundamente o Rei (Lucas 14:15-24).

     Que você valorize o convite e atenda imediatamente, como o fez Mefibosete.

HÁ MUITAS PESSOAS QUE VIVEM EM LO-DEBAR.

     Este lugar situava-se a leste do território de Israel, na região de Gileade, próximo do limite do território israelita. O significado de Lo-Debar é interessante. O termo “Lo” significa “não” e “Debar”, pode ser entendido de duas formas. Primeiramente, “debar” significa “pasto ou grama verde”. A segunda, tradução considera que a palavra é derivada do termo “dibber”, que significa “voz, fala”. Podemos dizer que Lo-Debar significa: um lugar onde as pessoas não têm voz, autoridade e onde permanecem sem pastoreio ou cuidados pastorais. A terra de quem está sem perspectivas de melhoras. Quantas pessoas vivem sem esperança hoje?

O CONVITE DO REI INCLUI CURA PARA A ALMA.

     Mefibosete era um homem traumatizado. Conforme II Sm 4:4, quando tinha cinco anos de idade, após a morte do pai e do avô, foi vítima de um acidente e ficou aleijado dos pés. A forma como se refere a si mesmo denuncia o estado de sua alma em II Sm 9:8. O que ele quis dizer ao chamar-se de “um cão morto”? Está evidente que Mefibosete sentia-se inferiorizado e tinha a alma muito ferida. O convite do rei é para pessoas assim.

O CONVITE DO REI INCLUI RESTITUIÇÃO.

     Quando nasceu, Mefibosete era um príncipe, herdeiro de uma família prestigiada e próspera de Israel. Passados os anos, foi viver em Lo-Debar, de favor. Porém, ao aceitar o convite do rei, Mefibosete encontrou a restituição de tudo que era seu de direito (II Sm 9:12-13). A Bíblia afirma que o Diabo é ladrão (Jo 10:10). Quanto será que este ladrão já roubou de sua vida? O convite do Rei inclui a restituição do que lhe foi roubado.

O CONVITE DO REI INCLUI HONRA.

     Davi recebeu Mefibosete para viver no palácio, no meio dos príncipes. Suas refeições agora seriam tomadas junto com os filhos do rei (II Sm 9:13). Especialmente na cultura de Israel, convidar alguém para sentar-se a mesa é oferecer honra a esta pessoa. O próprio Deus nos oferece esta honra através de Sua Palavra. Em Isaías 1:18-19, Ele chama: “Venha! Vamos refletir juntos!”. Note neste texto que o Senhor afirma que o pecado não será um obstáculo, pois Ele se diz disposto a apagar o pegado da vida do filho. Mais ainda: observe no verso 19 a promessa que Deus nos faz – que se atendermos ao convite, comeremos dos melhores frutos desta terra!

CONCLUSÃO: Hoje, nesta célula, há pessoas recebendo o maravilhoso convite da parte do Rei dos reis. Pessoas que tem vivido em Lo-Debar poderão, se aceitarem a oportunidade, começar um novo tempo em suas vidas.

Print Friendly
Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Busca na Bíblia
Patrocinadores

Voltar ao Topo