Fortaleza -

TEMAS DAS CÉLULAS – MÊS DE JULHO 2019

 

 

 

“Para Jesus, missões são mais urgentes

 

do que as nossas necessidades vitais!”

 

(Pastor Josué Brandão)

 

 

 

############################################################################################

 

 

 

TEMA: O TRABALHO MISSIONÁRIO DE PEDRO

 

TEXTO: Atos 9.31-43

 

INTRODUÇÃO: A igreja na visão do discipulado não tem medo de enviar vidas para a ceifa do Reino de Deus. No discipulado integral a igreja ganha, consolida, treina e envia. A Igreja na visão de Deus não retém seus missionários. Ela envia. A célula na visão de Deus não retém seus membros treinados, mesmo os seus melhores. A célula na visão envia seus líderes para abençoar novas células. Não tem medo de multiplicar. Não tem medo de deixar o irmão. A célula na visão de discipulado sabe que está treinando vidas para que essas vidas possam abrir novas células.

 

 

I. IGREJA NA VISÃO DE DEUS (31)

O v 31 diz que Deus trouxe paz para a igreja. Ela era edificada. A igreja precisa ser edificada na Palavra. As vidas são edificadas nos cultos e nas Células. A igreja precisa ser edificada. A igreja também vivia no temor do Senhor. Quando não há temor, há pecado e maldição. Há envolvimento com o mundo e com a corrupção.   A Igreja na visão de Deus se multiplicava com o auxílio do Espírito Santo. Deus tem operado multiplicação de membros através das células.

O que demonstrou uma maturidade na igreja foi a visão de não reter Pedro. Pedro é apóstolo e pastor da Igreja, mas precisou ir. A igreja teve visão para deixar Pedro ir fazer a obra em outras cidades. Igreja com visão gera líderes e envia líderes. Não está presa ao programa do homem, mas ao mover de Deus.

 

  • Nossa célula está na visão completa de Deus?

 

 

II. O TRABALHO MISSIONÁRIO EM LIDA (32-35)

O v.32 diz: “E aconteceu que, passando Pedro por toda parte, veio também aos santos que habitavam em Lida”.

Em Atos dos Apóstolos os crentes são chamados de santos. Os discípulos são vidas debaixo do processo de santificação de Deus. É Deus que opera a nossa santificação por meio do Sangue de Jesus.

Em Lida Pedro ministra cura num homem paralítico há 8 anos. Ao ser restaurado, muitas vidas são convertidas pelo poder de Deus.

Observe a relação clara na Palavra de Deus. A cura resulta em salvação de vidas. Qualquer mover que não resulta em salvação de vidas é apenas emocionalismo. Nosso projeto é ganhar vidas. Não adianta gritos, milagres, libertação, se não gera conversões. O Jesus que curou Enéias, salvou centenas de vidas.

Quantas vidas você trouxe para a Célula esse mês?

Quantas vidas você deseja levar ao batismo no próximo ano?

 

 

III. O TRABALHO MISSIONÁRIO EM JOPE

Em Jope, cidade vizinha de lida, existia uma célula na casa de Tabita. Tabita (ou Dorcas) era uma mulher que tinha um ministério com os pobres. Seu trabalho era fazer túnicas para mulheres viúvas. Era socorrer as necessidades dessas mulheres. Tabita era líder de um pequeno grupo de mulheres viúvas. Quando tabita morre, é levada para o Cenáculo (sala na parte de cima da casa) e dois homens vão buscar Pedro em Lida. O v. 39 diz “ Pedro levantou-se e foi com eles; quando chegou, levaram-no ao cenáculo; e todas as viúvas o cercaram, chorando e mostrando-lhe as túnicas e vestidos que Dorcas fizera enquanto estava com elas”.

Pedro coloca todos para fora, se ajoelha, ora e ministra dizendo: v.40 “Tabita, levanta-te”. “Ela abriu os olhos e, vendo a Pedro, sentou-se”. O importante é o v.42 que diz: “Tornou-se isto notório por toda a Jope, e muitos creram no Senhor”. O milagre trouxe de volta a líder do grupo de discípulos e proporcionou um crescimento numérico: Muitos creram no Senhor.

 

  • Você deseja ter milagres em sua vida? Para que? Qual objetivo?

Não vemos os milagres de forma egoísta. O milagre que Deus opera em minha vida precisa ser um instrumento para salvação de vidas. Deus irá operar muitos milagres em nossa célula para que, através dos milagres, vidas possam ser convertidas e restauradas.

 

 

CONCLUSÃO: A célula na visão do MDA é diferente. Ela não á apenas um grupinho caseiro que fica olhando para o seu próprio umbigo. Seu objetivo é multiplicar. Célula que não se multiplica precisa ser tratada pelo Espírito Santo. Se passarmos o ano todo sem o crescimento esperado alguma coisa está acontecendo. Precisamos ficar a sós com Deus, colocar o joelho no pó e orar.

 

 

 

 

#################################################################################################

 

 

 

 

TEMA: OS DISCÍPULOS SÃO CHAMADOS DE CRISTÃOS PELA PRIMEIRA VEZ

 

TEXTO: Atos 11.19-30

 

INTRODUÇÃO: O verdadeiro discípulo sofre perseguições. As perseguições surgem dentro de casa, na escola, no trabalho, na roda de amigos.

Os primeiros discípulos da igreja de Jerusalém foram perseguidos tão intensamente que tiveram que deixar Jerusalém. Hoje vamos ver os frutos que essa perseguição produziu sobre a vida da Igreja.

 

 

I. O MINISTÉRIO DOS DISCÍPULOS DISPERSOS (19-21)

A morte de Estevão despertou uma grande perseguição sobre a igreja. Os discípulos, fugindo de Jerusalém foram dispersos para Fenícia, Chipre e Antioquia. Infelizmente permaneceram apenas evangelizando judeus.

Os helênicos (judeus gregos) que estavam no meio dos discípulos de Jerusalém, foram ousados em Deus e ao entrarem na cidade de Antioquia, falaram também aos gregos, anunciando o Senhor Jesus. A mão do Senhor era com eles, e grande número creu e se converteu ao Senhor.

 

  • Você é ousado para falar de Deus?

 

 

II. O MINISTÉRIO DE CONSOLIDAÇÃO NA VIDA DE BARNABÉ (22-24)

Barnabé é o consolidador por excelência. Esse era o ministério de Deus em sua vida. Quando a Igreja em Jerusalém soube do avivamento em Antioquia, enviou Barnabé para verificar o que estava acontecendo. A igreja que exercia cobertura espiritual enviou a pessoa certa.

 

Barnabé teve três atitudes de líder:

  • Visão para enxergar a graça de Deus.
  • Humildade para se alegrar com aquela obra nova no meio dos gentios.
  • Sabedoria para exortar a todos a perseverarem no Senhor com firmeza de coração.

Essa atitude de Barnabé era natural. O v. 24 diz que ele “era homem de bem, e cheio do Espírito Santo e

de fé. E muita gente se uniu ao Senhor”.

Barnabé via a obra com confiança, otimismo e com pensamento de empreendedor.

Infelizmente muitos crentes são “azarentos, pessimistas e caluniadores”. Não conseguem ver a grande

obra que Deus está fazendo nos nossos dias.

 

  • Quem deseja ter a qualidade de Barnabé?

 

 

III. A VISÃO DE BARNABÉ PARA LEVANTAR NOVOS LÍDERES (25-27)

Barnabé consolidou Saulo, e sabia que o trabalho em Antioquia seria bom para treinar Saulo ainda mais.

Com visão de treinar novos líderes, (v.25) “Partiu, pois, Barnabé para Tarso, em busca de Saulo”.

O v.26 diz: “e tendo-o achado, o levou para Antioquia. E durante um ano inteiro reuniram-se naquela

igreja e instruíram muita gente; e em Antioquia os discípulos pela primeira vez foram chamados cristãos”.

Um ano inteiro Barnabé treinou Saulo. Trabalhou com Saulo. Deu oportunidade para que ele pregasse,

ensinasse e crescesse como líder.

A igreja foi tão bem instruída que seus discípulos começaram a ter um comportamento parecido com Cristo ao ponto de serem chamados cristãos. Cristão significa parecido com Cristo.

 

  • Você é parecido com Cristo?

 

 

IV. OS MINISTÉRIOS DOS PROFETAS E DA MISERICÓRDIA (27-30)

O v.27 diz que vários profetas desceram de Jerusalém para Antioquia. Um dos profetas chamado Ágabo, pelo espírito Santo, informou que viria uma fome por todo o mundo. (essa fome ocorreu no tempo do Imperador Cláudio). A igreja de Antioquia foi a primeira igreja missionária. Na visão missionária estão as ofertas levantadas para a igreja empobrecida. O v.29 diz que “os discípulos resolveram mandar, cada um conforme suas posses, socorro aos irmãos que habitavam na Judéia”. Abraçaram a visão da Misericórdia da obra missionária. O próprio Barnabé e Saulo levaram o dinheiro as igrejas da Judéia.

 

  • Você já investe na obra missionária?

 

 

CONCLUSÃO: A igreja de Antioquia foi iniciada na ousadia de discípulos fiéis a visão de Jesus. Hoje somos chamados a andar na visão de Jesus: Precisamos ganhar vidas, consolidar vidas, treinar vidas e enviar vidas para fazer novos discípulos.

 

 

 

 

##################################################################################################

 

 

 

 

TEMA: A PRIMEIRA VIAGEM MISSIONÁRIA DE PAULO

 

TEXTO: Atos 13.1-3

 

INTRODUÇÃO: A primeira viagem missionária de Paulo tem muito a nos ensinar na área do discipulado. A própria forma como a igreja reage a necessidade missionária nos provoca com relação a nossa visão de multiplicar nossas células e implantar novas igrejas.

Nesses primeiros versículos vemos um retrato de uma igreja com visão de crescimento e multiplicação.

Esse texto nos revela a importância da Igreja local.

 

 

I. A IGREJA É LUGAR DE MINISTÉRIOS

O v. 1 diz que na igreja existiam profetas e mestres (doutores). Lembramos que era a primeira igreja formada de não-judeus. Mas apesar de ser uma igreja gentílica, longe de Jerusalém, era um povo movido por Deus e com ministérios específicos de Deus. No contexto de Atos, profetas eram as vidas que pregavam movidos pelo Espírito. Pregavam e traziam palavras reveladas de Deus. Eram dirigidas pelo Espírito para proclamar a vontade perfeita de Deus. Mestres (doutores) eram pessoas levantadas por Deus para o ensino e explanação da Palavra. O ministério espiritual do ensino com revelações diretas de Deus para a edificação da Igreja.

Deus tem ministérios para seus filhos e filhas. Nossa função é ganhar almas e estabelecer novas células. Para edificar a igreja como corpo e para expandir as células, Deus tem levantado ministérios específicos.

 

  • Você trabalha num ministério específico?

 

 

II. A IGREJA É LUGAR DE ACOLHIMENTO

O v.1 diz que os mestres e profetas eram de várias etnias e classes sociais diferentes. Por exemplo: Simeão  Níger (negro, africano) e Manaém, colaço de (criado com) Herodes o tetrarca. A igreja acolhe ricos e pobres,

pretos e brancos, homens e mulheres. A célula é lugar de acolhida. Todos trabalham e são ministrados. Todos têm uma visão: ganhar almas. Nossa visão é ganhar almas.

 

 

III. A IGREJA É LUGAR DE SERVIR AO SENHOR

A igreja tinha uma função: servir ao Senhor. Nosso alvo é o Senhor. Nossa célula não carrega a bandeira denominacional, ela carrega a bandeira de Jesus. Vivemos para servir juntos ao Senhor.

 

  • Como você tem servido ao Senhor?

 

 

IV. A IGREJA É LUGAR DE PIEDADE

O v. 2 diz que eles viviam em jejum e oração. Piedade significa espiritualidade, oração, santidade e jejum.   A célula precisa ter dias de jejum. Seus membros precisam criar disciplinas de Jejum e oração. Quando o povo ora, Deus responde sobrenaturalmente. A voz de Deus é sentida na célula que ora e jejua.

 

  • Como é sua prática de jejum e oração?

 

 

V. A IGREJA É LUGAR DE OUVIR A VOZ DE DEUS

O v. 2 diz: “…disse o Espírito Santo: Separai-me a Barnabé e a Saulo para a obra a que os tenho chamado”. Deus já falava aos espíritos de Saulo e Barnabé, e trouxe uma voz profética para confirmar aquilo que Ele já falava. A igreja ouviu a voz de Deus. Precisamos aprender a ouvir a Palavra de Deus. Em toda ministração de Célula e pregação, Deus tem algo a falar.

 

 

VI. A IGREJA É LUGAR DE ENVIO MISSIONÁRIO

A Igreja era missionária. Os melhores obreiros eram Saulo e Barnabé e eles jejuam, oram, colocam as mãos sobre eles e os despedem, os envia. A Célula precisa ter essa visão missionária: crescer e se multiplicar. Visão de enviar nossos melhores obreiros para abrir novos trabalhos.

Não tenha medo de multiplicar sua célula. Não fique aborrecido quando seu líder for mudado para outra célula. O Espírito é o dono da obra e nossa visão é obedecer ao Senhor implantando novas células e levando

mais vidas aos Encontros com Deus e ao Batismo.

 

 

CONCLUSÃO: A igreja local de Antioquia foi uma bênção. Deus falou na igreja. Hoje Deus também continua falando em nossa igreja. Louvamos a Deus por todas as igrejas evangélicas, mas não necessitamos ficar correndo de igreja em igreja para ouvir a voz de Deus. Seja fiel a Deus e a sua Igreja local e Deus falará contigo.

 

 

 

 

#################################################################################################

 

 

 

 

TEMA: DISCIPULANDO NOVOS LÍDERES

 

TEXTO: Atos 18.1-17

 

INTRODUÇÃO: Paulo sai de Atenas e vai para a cidade de Corinto. Corinto é a famosa cidade grega, que goza do benefício de dois portos, o de Cencréia ao oriente e o de Léquio ao ocidente. Recebe de uma parte as ricas mercadorias da Ásia, e da outra parte as da Itália e de outros países ocidentais. Foi, em tempos muito antigos, um grande empório comercial, bem como terra de grande luxo e licenciosidade, sendo ali o culto prestado à deusa Vênus acompanhado de ritos vergonhosos e sexuais. Paulo permanece em Corinto pelo espaço de dezoito meses fazendo discípulos. Deixou a igreja estabelecida em cerca de 25 casas. Em 18 meses Paulo ganhou vidas e treinou essas vidas para serem líderes da nova igreja.

 

 

I. FORJANDO NOVOS LÍDERES

Paulo não perdia as oportunidades para ganhar vidas e fazer líderes pela graça. Em Atos 18:2 diz que em Corinto encontrou certo judeu chamado Áquila, natural do Ponto, recentemente chegado da Itália, com Priscila, sua mulher, em vista de ter Cláudio decretado que todos os judeus se retirassem de Roma. O projeto de Paulo foi o de aproximar-se deles. Áquila e Priscila se transformaram num dos melhores líderes de Paulo.  Foram líderes em excelência.

Paulo aproveita a oportunidade de ser do mesmo ofício. Mora com eles e trabalha com eles. (v3). Fica fazendo tendas e forjando os novos líderes. Para preparar vidas você precisa estar próximo, se envolver, treinar de perto, andar junto.

 

  • Pergunte a cada discípulo: Você está preparando algum discípulo? Você está auxiliando no crescimento espiritual de algum novo discípulo? Você é modelo para alguém?

 

 

II. DANDO EXEMPLO AOS NOVOS LÍDERES

O melhor ensinamento é realizado com o exemplo. Áquila e Priscila começam a ver o trabalho de Paulo: Pregando aos sábados nas sinagogas dos judeus (4); com a chegada de Silas e Timóteo, se entregando totalmente a palavra e testemunhando que o Cristo é Jesus (5); enfrentando a oposição (6); entrando na casa de Tício e estabelecendo igrejas nas casas (7) levando famílias inteiras ao Senhor e batizando muitas vidas (8).

 

  • Qual o exemplo que você tem dado aos novos crentes?
  • Quantas vidas você levou a Cristo este ano?

 

 

III. LÍDER FORTALECIDO PELO SENHOR

O discipulador é fortalecido pelo Senhor. Deus viu as lutas de Paulo e trouxe uma palavra profética de fortalecimento. Em Atos 18:9,10 diz que Paulo teve durante a noite uma visão em que o Senhor lhe disse:  Não temas; pelo contrário, fala e não te cales; porquanto eu estou contigo, e ninguém ousará fazer-te mal, pois tenho muito povo nesta cidade.

Essa é a palavra de Deus para o nosso Ministério. Leia novamente Atos 18, 9-10.

 

  • Você tem medo de se entregar totalmente ao Senhor?

 

 

IV. LÍDER USANDO O TEMPO NA PREPARAÇÃO DE OUTROS LÍDERES

  • Você tem tempo para ir a Igreja?

 

Igreja é o corpo de Cristo. Igreja é o encontro de discípulos que celebram ao Senhor. Na igreja somos preparados para fazer novos discípulos. Paulo ganha vidas e agora leva 18 meses na preparação de líderes. Em Atos 18:11 diz: “E ali permaneceu um ano e seis meses, ensinando entre eles a palavra de Deus”.

O diabo tenta atrapalhar a Escola de Líderes de Paulo: Os vv. 12, 13 falam da perseguição que os judeus

levantam contra Paulo. Vamos ler os vv 12 e 13.

Se você está trabalhando na preparação de novos líderes Deus trará o livramento na hora certa. Leia

Atos 18:14-17. O perseguidor é envergonhado e Paulo tem a vitória do livramento.

 

  • Você gostaria de um dia treinar novos líderes?

 

 

CONCLUSÃO: Nossa visão é preparar líderes para as novas células e para os ministérios da Igreja. Não perca a oportunidade de cursar a Escola de Líderes. O verdadeiro líder forja novos líderes pela graça do Senhor. Você gostaria de ser treinado pelo Senhor? Você gostaria de ser um instrumento na preparação de novos líderes?

 

 

 

 

################################################################################################

 

 

 

 

TEMA: O ENVIO DE DISCÍPULOS

 

TEXTO: Atos 19.21,22

 

INTRODUÇÃO: É importante que guardemos detalhadamente os passos do discipulado:

Ganhar: Nossa tarefa é ganhar vidas para Cristo!

Consolidar: Fortalecer os novos convertidos e leva-los a maturidade!

Treinar: Capacitar os novos crentes para a visão de Deus sobre o discipulado!

Enviar: Enviar os novos discípulos para a Missão, abrindo novas células e estabelecendo novos

trabalhos, nos ministérios da Igreja e na obra de expansão missionária!

Na realidade o grande desafio é ser discípulo. Poucos crentes chegam a ser discípulos verdadeiros.

Poucos crentes sabem o que significa ser discípulo.

 

 

I. A VISÃO DO DISCIPULADO

Jesus não nos enviou para fazermos convertidos, mas sim discípulos. Leia atentamente Mateus 28:19: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo”.

O Discipulado exige Cruz e Obediência, ou seja, Sacrifício e Disposição para obedecer. Em Lucas 14:27 Jesus diz: “E qualquer que não tomar a sua cruz e vier após mim não pode ser meu discípulo”.

 

  • Qual a área que você mais tem dificuldade em obedecer?

 

 

II. A VISÃO DO DISCIPULADO EM PAULO

Atos 19:20 diz: “Assim, a palavra do Senhor crescia e prevalecia poderosamente”. Cremos que em nossa cidade a Palavra de Deus vai crescer e prevalecer em nome de Jesus como na cidade de Éfeso. Paulo já estava a dois anos trabalhando em Éfeso e deseja ir a Jerusalém, passando antes pela Macedônia e Grécia com o forte desejo de trabalhar em Roma.

Observe que Paulo nunca ficou acomodado. Nunca teve sua visão reduzida pelo cansaço e fadiga. Não deixe que seu cansaço e fadiga venham diminuir a visão de Deus para sua vida. Paulo tinha visão ampla de influenciar sua geração. Ele fez diferença em sua geração. Deus está te levantando para que você faça diferença em sua geração. Leia Atos 19:21.

Você pode até ficar cansado, mas não pode ser menos do que Deus deseja. Não pode ter uma visão medíocre da vida. Não pode parar.

 

 

III. A VISÃO DE DISCIPULADO QUE GERA NOVOS DISCIPULADORES

A visão de discipulado na vida de Paulo era integral. Ele não apenas levava as pessoas a Cristo, como também fazia discípulos treinados para fazerem novos discípulos. Seu projeto era forjar líderes segundo o coração de Deus.

Atos 19:22 diz: “Tendo enviado à Macedônia dois daqueles que lhe ministravam, Timóteo e Erasto,

permaneceu algum tempo na Ásia.”

Observe a riqueza desse versículo: “Tendo enviado à Macedônia dois daqueles que lhe ministravam”.

Paulo envia seus melhores auxiliares para as igrejas da Macedônia. Esse é o último processo do discipulado: Enviar. O discípulo precisa ter uma meta: Ser um líder que levará muitas vidas a Cristo.

 

Grave no seu coração a visão Plena do Discipulado:

a) As bases: Ganhar, Consolidar, Treinar e Enviar.

b) Eu necessito fazer diferença em minha geração.

c) Eu necessito ser treinado na visão.

e) Eu necessito treinar novos discípulos.

 

 

CONCLUSÃO: O que você está esperando? Você deseja ser ministrado o resto da vida ou deseja ser levantado para ministrar em outras células? A visão é sermos discípulos para poder discipular outros. Ser santificado para santificar outros pela graça.

O único impedimento é o pecado. Você está com a vida no pecado? Você necessita de santidade em sua vida? Então se coloque diante de Deus. Deus te usará tremendamente.

 

 

 

###############################################################################################

 

Print Friendly
Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Busca na Bíblia
Patrocinadores

Voltar ao Topo