Fortaleza -

TEMAS DAS CÉLULAS – MÊS DE DEZEMBRO 2019

 

 

 

 

“Todos os cristãos devem ser cheios do Espírito.

 

Qualquer coisa menos que isso

 

é só parte do plano de Deus para nossa vida.”

 

 

Billy Graham

 

 

##################################################################################################

 

 

 

 

 

 

TEMA: O BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO

 

TEXTO: Lucas 3:16; Atos 1:4,5,8

 

INTRODUÇÃO: O batismo no Espírito Santo é o revestimento de poder prometido pelo Senhor Jesus Cristo para impulsionar a pregação do Evangelho. O Filho de Deus advertiu seus apóstolos a não começar a missão, sem antes recebê-lo.

 

É um tema que precisamos conhecer bem, para que estejamos abertos ao poder de Deus e a experiência mais profundas na fé.

 

Pentecostes era uma festa que os Judeus comemoravam 50 dias após a Páscoa. Foi nesta festa que aconteceu um dos maiores eventos da Igreja Cristã, uma experiência que resultou numa completa mudança de vida aos quase 120 homens e mulheres que esperavam no Cenáculo. Experiência esta que continua sendo vivida por milhões de servos de Deus que chamamos de o batismo com o Espírito Santo.

 

 

1.      A PROMESSA DO BATISMO COM ESPÍRITO SANTO

 

João Batista sempre deixou claro que após ele surgiria um profeta maior e com mais autoridade. Houve uma maior expectativa quando ele disse: “Eu os batizo com água… Ele os batizará com o Espírito Santo e com fogo” (Lucas 3:16).

 

 

2.      PARA QUEM É A PROMESSA? (Atos 2.39)

 

O batismo com o Espírito Santo é o cumprimento da promessa do Pai, conforme mostrada pelos profetas Joel, Isaías e João Batista, significando que os crentes seriam “imersos”, ou “mergulhados” no Espírito Santo.

Pedro traz a resposta em Atos 2.39: “…a promessa diz respeito a vós” – “a vossos filhos” – “e a todos os que estão longe”. Isto significa que a gloriosa experiência do enchimento do Espírito Santo, testemunhado pelo falar em línguas (evidência que identifica o batismo), como no Pentecostes, é para todos os crentes até o fim da presente era.

 

 

3.      O PROPÓSITO DO BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO (Atos 1.8; 4.31 e 33)

 

Na conversão do pecador, o Espírito Santo habita no coração da pessoa com ação regeneradora e justificadora. No batismo, o Espírito atua sobre o crente e o enche plenamente revestindo-o com Seu poder.

O principal objetivo do batismo com o Espírito Santo é nos tornar uma testemunha evidente do Evangelho de Jesus Cristo. Isso fica bem claro na instrução do Senhor. É um revestimento de poder com um fim determinado: a expansão do Reino de Deus (Atos 1.8).

 

Após o preenchimento do Espírito, Pedro e os Apóstolos começaram a ser movidos de uma forma sobrenatural e surpreendente. Milagres extraordinários, conversões em massa, e uma poderosa e convincente forma de pregar o Evangelho.

 

A consequência disso foi um poderoso avivamento espiritual e um crescimento avassalador da Igreja.

 

 

4.      COMO RECEBER O BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO? (Lucas 24.49; At 19.6)

 

Após o retorno do Senhor Jesus Cristo ao céu, os discípulos obedeceram a sua orientação de não se ausentarem de Jerusalém, sob a promessa de que receberiam o poder de Deus (Atos 1.8).

 

Dessa forma, eles permaneceram com rotina de se reunir frequentemente em oração, com Maria a mãe de Jesus, as outras mulheres e os irmãos do Senhor (Atos 1.14).

 

Eles permaneceram fazendo isso, até que, no dia de Pentecoste, estando todos no mesmo lugar o Espírito do Senhor veio sobre eles, e foram cheios do poder de Deus (Atos 2:1-4).

 

Sendo assim, entendemos que para receber o poder do Espírito Santo precisamos desejar e viver a expectativa de recebê-lo. Esse desejo é evidenciado por uma vida de oração ativa e constante, acompanhada de fervorosa leitura da Bíblia Sagrada.

 

 

CONCLUSÃO: O batismo com o Espírito Santo é fundamental para o desenvolvimento da obra de Deus. Ele nos reveste com poder e autoridade para pregar o Evangelho de forma contundente e fervorosa.

 

A comunicação do Evangelho se torna mais eficaz, gerando mais frutos para o Reino dos Céus. Não é em vão que o Senhor Jesus orienta os apóstolos a não iniciarem a missão, antes que o recebesse.

 

O revestimento do Espírito é o estopim para um avivamento espiritual genuíno. Ou seja, é algo indispensável.

 

 

 

 

 

##############################################################################################

 

 

 

 

 

TEMA: UMA VIDA ABUNDANTE

 

TEXTO: JOÃO 10:10 – 1 Tessalonicenses 5:23

 

QUEBRA GELO: É possível viver uma vida abundante diante de um mundo tão conturbado?

 

INTRODUÇÃO: Como ter uma vida abundante diante de um mundo tão conturbado? Há muitas pessoas ricas de bens materiais, contudo, pobres na vida emocional e espiritual. Se abastados, sejamos de espírito, alma e corpo. A vida em abundância que Jesus promete não conhece escassez de nada. João disse: “Amado, acima de tudo, faço votos por tua prosperidade e saúde, assim como é próspera a tua alma” (3Jo 2). A vida abundante começa na alma, nas emoções saudáveis, e estas levam-nos às demais conquistas. Lembrando que a bênção do Senhor é que enriquece, e não acrescenta dores (Pv 10.22). Então, de que maneira podemos diferenciar a abundância no espírito, na alma e no corpo? Pensemos:

 

 

1)  ABUNDANTES NO ESPÍRITO – Salmo 51.10-12 – Gálatas 5.22-23

 

A abundância de Deus não é só provisão de comida e bens. Deus promete dar-nos abundância de amor, paz, graça e alegria. A salvação em Jesus traz abundância de bênçãos! Viver em comunhão com o Espírito Santo nos dá a convicção de sermos filhos de Deus (Rm 8.14-16). Vida abundante no espírito é viver uma vida de oração, alimento da palavra, louvor e adoração. Como está o seu devocional com Deus? (Mt 6.6). Participar da célula é bênção, mas, além disso, é fundamental seu momento pessoal diário com Deus. E, para completar com chave de ouro, você também precisa ir na igreja cultuar ao Criador. Pelo menos duas vezes na semana (Hb 10.25). Você é abundante no espírito?

 

 

2) ABUNDANTES NA ALMA – Salmo 19.7 – Mateus 11.28-29

 

As nossas emoções e os nossos sentimentos estão na alma. Só os que se apegam à palavra de Deus e entregam a alma à Sua guarda, e a vida a Seu dispor, encontrarão paz e sossego! Só quem se rende às Escrituras sabe perdoar, ser humilde e obediente aos Seus ensinos. Muitas pessoas têm adoecido fisicamente porque primeiro adoeceram na alma (Sl 32.3). Você não pode ter vida abundante na alma vivendo uma vida de intriga, ódio, murmuração, mentira, trapaças, enganos e demais coisas que vão contra os princípios de Deus. Portanto, o primeiro passo para uma vida abundante na alma é conhecer e praticar a Palavra de Deus (Lc 11.28). Você tem paz na alma?

 

 

3) ABUNDANTES NO CORPO – 1 Corintios 6.12-13;19-20 – 1 Corintios 3.16-17

 

Vida abundante é também ter saúde no corpo, não apenas na alma e no espírito. O nosso corpo é templo do Espírito Santo, portanto devemos zelar dele. Razão pela qual temos que cuidar da nossa alimentação, do jejum, da nossa higiene, da nossa atividade física, do descanso e do lazer. “Cuida de ti mesmo” (1 Tm 4.16). Não podemos espiritualizar o natural e nem naturalizar o espiritual. Muita gente atribui seu cansaço à batalha espiritual, mas às vezes é falta de um descanso físico mesmo! Até Jesus se retirava com seus discípulos para comerem e descansarem (Mc 6.30-32).  Somos bem mais produtivos no reino estando saudáveis no corpo. Como está seu físico? Você tem cuidado do seu corpo?

 

 

CONCLUSÃO: Viver uma vida abundante é sonho de todo filho de Deus, é também o sonho de Deus para todos os seus filhos. Portanto, isso é possível sim! Jesus Cristo veio ao mundo para dar-nos esses presentes. “O prazer está no corpo, a felicidade na alma, e a alegria no espírito, mas, somente Jesus Cristo pode nos dar tudo isso”. Viva feliz! Viva uma vida abundante no espírito, na alma e no corpo!

 

 

 

 

##################################################################################################

 

 

 

 

TEMA: O TEMPO E A OPORTUNIDADE

 

TEXTO: Salmo 90.10-12 – Mateus 6.33

 

QUEBRA-GELO: Quanto tempo você gasta por dia na mídia social?

 

INTRODUÇÃO: Nada pode deter a marcha do tempo. Mais um final de ano se aproxima e parece que o relógio está cada vez mais rápido. Um detalhe, o tempo não volta mais, o que volta é a vontade de voltar no tempo! Quando temos a visão celestial sabemos diferenciar os valores terrenos e passageiros dos permanentes e eternos. Você tem pensado no eterno?

 

 

1 – APROVEITANDO OU NÃO O TEMPO ESTÁ SE ESGOTANDO – Salmo 144.4

 

Nós sempre conseguimos tempo para fazer aquilo que realmente consideramos importante! A Palavra de Deus recomenda: “Tenham cuidado com a maneira como vocês vivem; que não sejam como insensatos, mas como sábios, aproveitando, ao máximo, cada oportunidade, porque os dias são maus.” (Ef 5.15-16). Na verdade, embora vivamos numa era de rítmo acelerado, há tempo para cada propósito. A Bíblia diz: “Para tudo há uma ocasião certa; há um tempo certo para cada propósito debaixo do céu.” (Ec 3.1). Assim, não devemos deixar para depois o que podemos fazer agora.  O tempo é como um rio, você nunca mais poderá tocar nas mesmas águas que já passaram.

 

Você tem aproveitado as oportunidades?

 

 

2 – ZAQUEU CRIOU A OPORTUNIDADE DE CONHECER JESUS – Lucas 19.1-6

 

Não diga que você ama se você não investe tempo naquilo que você diz que ama. Seu coração segue o que você investe. Seus investimentos são tudo aquilo aonde você deposita seu tempo, dinheiro e energia. Jesus viu Zaqueu criar uma oportunidade para conhecê-lo e foi ter com ele um tempo precioso em sua casa. Esse momento com Jesus mudou a vida de Zaqueu e de toda a sua família. Houve salvação naquele lar (Lc 19.9).

 

Diante de um mundo tão agitado você tem criado oportunidades para estar com Jesus em sua casa? O que você tem feito para isso?

 

 

3 – QUATRO AMIGOS E UMA OPORTUNIDADE – Marcos 2.1-4

 

Aqueles quatro homens foram ousados e criaram a oportunidade de levar o amigo paralítico até Jesus. Eles expressaram fé (Mc 2.5) e muitos se admiraram e davam glória a Deus pela cura do paralítico (Mc 2.10-12). O ano está se esgotando e quantos amigos você levou até Jesus? Ação e fé caminham de mãos dadas. Muitas coisas podem ser recuperadas, mas o tempo que passou, não dá mais. O seu tempo na terra é apenas um parêntese na eternidade.

 

 

CONCLUSÃO: O tempo é muito precioso. Ele é um milagre que não se repete. É muito mais precioso que dinheiro, ouro ou prata. Devemos aproveitá-lo muito bem, usando-o com sabedoria. Um dia teremos de prestar contas a Deus do uso do nosso tempo. Será que Ele tem sido prioridade? O nosso problema não é a falta de tempo. Temos muito tempo. O nosso problema é a falta de prioridade, planejamento e administração do tempo. Que o Espírito Santo nos ajude a usar o tempo com sabedoria e prioridade.

 

 

 

 

##################################################################################################

 

 

 

 

 

TEMA: EDIFICANDO ALTARES

 

TEXTO: Salmos 84:3-4

 

QUEBRA-GELO: Qual ideia que você tem sobre edificar um Altar a Deus?

 

INTRODUÇÃO: Em Jeremias 29:13 está escrito: Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo vosso coração. Já no texto lido como base, o salmista garante que é possível encontrarmos e edificarmos Altares a Deus. Nesta noite vamos aprender juntos sobre:

 

 

04 ALTARES QUE PODEMOS EDIFICAR PARA DEUS

 

 

1) ALTAR DA GRATIDÃO – Gênesis 12:1-7

 

Gratidão é olhar as coisas na perspectiva de Deus. Abraão vivia em Ur dos Caldeus, uma cidade totalmente idólatra. Deus em Sua infinita Graça, O convida a sair da sua terra, do meio do seu povo e ir para um lugar que Ele mostraria. Quando Abraão chega no lugar indicado por Deus, ele edifica um Altar manifestando toda sua gratidão a Deus.

 

PERGUNTA: Se fosse para você edificar um Altar de Gratidão nesse momento a Deus, por qual motivo seria?

 

 

2) ALTAR DA COMUNHÃO – Gênesis 12:8 – Tiago 2:23

 

Abraão é para nós um grande exemplo sobre a necessidade de edificarmos altares a Deus em todo tempo de nossas vidas. Um desses altares que Abraão edificava diariamente era o Altar da Comunhão, ele valoriza tanto esse altar que o próprio Deus o chamou de meu amigo.

 

PERGUNTA: Abraão foi chamado Amigo de Deus. Se Deus fosse te chamar por um nome, avaliando sua comunhão com Ele, como Ele te chamaria?

 

MEDITE!!!! – Porque temos dificuldade em ter comunhão com Deus?

 

 

3) ALTAR DA DEPENDÊNCIA – Gênesis 13:18 – João 13:18

 

Em um determinado momento da vida, Abraão precisou tomar uma seria decisão que envolvia sua vida e de sua família, e de imediato levantou um altar a Deus manifestando toda sua dependência D’Ele. Somos infinitamente mais abençoados por Deus quando reconhecemos que sem Ele nada podemos fazer.

 

PERGUNTA: Você tem recorrido ao Altar da Dependência quando tem que tomar decisões? Compartilhe uma experiência que você já teve sobre isso.

 

 

4) ALTAR DO SACRIFÍCIO – Gênesis 22:1-9 – Romanos 12:1

 

Não bastasse os Altares de Gratidão, Comunhão e dependência que Abraão edificou voluntariamente a Deus, agora o próprio Deus pede para Abraão edificar um Altar de Sacrifício oferecendo seu próprio filho Isaque como oferta de sacrifício. Era uma prova do amor de Abraão para com Deus, e ele não O decepcionou. Hoje a Bíblia nos ensina que nós devemos nos apresentar com um sacrifício vivo, santo e agradável a Deus.

 

PERGUNTA: Em sua opinião, será que hoje seriamos capazes de entregar a Deus como sacrifício aquilo que mais amamos?

 

 

CONCLUSÃO: O Altar pode representar aquilo que mais veneramos em nossas vidas, é nele que consagramos e apresentamos a Deus nossas ofertas. Edificar um altar a Deus, é levar a Ele aquilo que de mais valioso possuímos, pois devemos oferecer a Deus tudo que somos e tudo que temos de mais importante!!!

 

 

 

 

 #########################################################################################

 

 

 

 

TEMA: VIVA O NATAL! VIVA JESUS!

 

TEXTO: Mateus 1.18-25

 

QUEBRA-GELO: O que significa o Natal para você?

 

INTRODUÇÃO: Os magos não idolatraram a estrela só porque ela os levou até Jesus. Embora ela seja única entre centenas de milhares, o alvo central era Jesus. Não devemos cometer o pecado de idolatrar a data do Natal, esquecendo-se da razão do Natal, que é o nascimento do nosso Senhor e Salvador. Portanto, viva o Natal! Viva Jesus!

 

 

1 – O NATAL FEZ UMA DIVISÃO NA ETERNIDADE

 

O nascimento de Jesus mudou toda a estrutura da relação céu-terra. As coisas passaram a ser diferente de todos os milênios anteriores. O eterno fez uma divisão na eternidade! Essa mudança cósmica começou há mais de 2.000 anos e de lá para cá o Universo nunca mais foi o mesmo. O Messias rompeu as trevas do diabo e “O povo que jazia em trevas viu grande luz, e aos que viviam na região e sombra da morte resplandeceu-lhes a luz” (Mt 4.16). O Natal dividiu o calendário em “Antes” e “Depois” de Cristo e retomou a esperança de redenção da própria criação (Rm 8.20-22). Viva o Natal! Viva Jesus!

 

 

2 – O NATAL FOI PLANEJADO NA ETERNIDADE

 

O nascimento de Jesus foi prometido por Deus (Gn 3.15). Anunciado pelos profetas e cumprido na plenitude dos tempos (Is 7.14; 9.6-7). O Deus Criador, por opção própria, tornou-se criatura e entrou em nossa história encarnando-se e humilhando-se até a morte e morte de cruz (Fp 2.6-8). Jesus Cristo veio ao mundo não apenas para estar entre nós, mas para ser o nosso substituto. O Grande Rei dos reis tornou-se servo; sendo rico fez-se pobre (2Co 8.9); sendo Santo, fez-se pecador e sendo o autor da vida, morreu em nosso lugar. O Natal foi planejado na eternidade (1Pe 1.18-20). Viva o Natal! Viva Jesus!

 

 

3 – O NATAL RESTAUROU A NOSSA ETERNIDADE

 

O nascimento de Jesus abriu-nos o caminho de volta para Deus. Jesus Cristo é o caminho do céu (Jo 14.6). Ele é a porta da glória. Nele temos livre acesso ao Pai e podemos entrar confiadamente na presença Daquele que está assentado no trono. É por meio de Cristo que somos reconciliados com Deus. É por meio de Jesus que recebemos a vida abundante. É por meio dele que nos tornamos filhos de Deus e herdeiros de suas promessas (Jo 1.12; Gl 4.7). Sem Jesus estaríamos perdidos. Com Jesus estamos salvos. O Natal restaurou a nossa vida eterna! Viva o Natal! Viva Jesus!

 

 

CONCLUSÃO: O Natal foi planejado na eternidade para mudar a nossa eternidade. O nascimento de Jesus foi prometido por Deus, anunciado pelos profetas e cumprido na plenitude dos tempos. Viva o autor da vida que morreu a nossa morte para nos dar a vida eterna. O Natal é esperança! O Natal é alegria! O Natal é vida! Viva a vida! Sem jamais esquecer-se de que o foco do Natal é Jesus! Viva o Natal! Viva Jesus!

 

 

 

 

 

 

 

Print Friendly
Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Busca na Bíblia
Patrocinadores

Voltar ao Topo